Hércules Azevedo Desejo Poetizar
Vivo poetizo
Textos
Meu mundo voa
No planeta terra em seus rincões profundos
Vejo gente sentindo... fome e sede espelham.
Como é desigual viver nesse mundo!
Divisões, corporações, religiões,
Cisões, e tantas ações a fragmentar absurdos.
O que esperar? - Queria eu poder mudar tudo!

Os paradigmas estão suspensos... ciência e religião pragmaticamente cobram.
Enquanto isso, no saguão do aeroporto uma janela acaba de ser quebrada.
Não tenho nem um tostão.
A última moeda que tinha dei a um velho que pedia na entrada.

Uma multidão espera!
O sistema de som avisou que ele chegará atrasado.
O tráfego aéreo foi suspenso.

Minha passagem ficou em transe... em profundo ritual de espera.
Será que verei a janela do saguão ser consertada?
O tempo passa e eu aqui sentado divagando.



Hércules Azevedo
Enviado por Hércules Azevedo em 08/05/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras