Hércules Azevedo Desejo Poetizar
Vivo poetizo
Textos
Fila
Vejo gente muita gente
Nesta desordem, pacientemente, esperando na fila.
Fila de gente que redundantemente aguarda vez.
Pensão, Seguro Desemprego, Aposentadoria, Auxílio Emergencial,
Façam fila.
Um após o outro todos com tempo para esperar, o andar da fila.

O autoatendimento não funcionou
Só restou a fila.
Caixa um, dois ou três
Para ser atendido entre na fila.
Mantenha a distância, cada um em seu lugar em linha.
A natureza qual um paciente espera. O aviso sonoro chama - eis sua vez.

Idoso, gordo, grávida,
Em dificuldade, indigente.
Todos esperando o chamado,
O call center.
Tempo de espera, não pode ser para sempre.

Lamento, quem chegou atrasado não vai ser atendido.
Volte amanhã, quem sabe alguém pode ter desistido.
Mas atenção, antes, passe no guichê e pegue a ficha para entrar na fila.
Hércules Azevedo
Enviado por Hércules Azevedo em 20/07/2020
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras